Sistema Famasul – Agronegócio MS


18/04/2017 - Produtores de MS podem produzir 20 toneladas de erva-mate por safra

Cultivo Erva_Mate

Como forma de incentivar o cultivo e levar informações de plantio e manejo aos interessados em iniciar a cultura de erva-mate, o Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural e a Paulo Cardoso Comunicações promovem no dia 28 de abril, às 8h, no Sindicato Rural de Ponta Porã, a primeira etapa do Programa Mais Floresta de 2017, com o tema “Produção de Erva-Mate e Produção de Bambu – Novas Oportunidades de Negócios”.

Mato Grosso do Sul produz atualmente menos de 20% da erva-mate que consome. No sul do Estado, os produtores cultivam, em média, 7 toneladas por hectare, a cada dois anos. Segundo o presidente do Sindimate – Sindicato das Empresas Produtoras de Erva-Mate de MS, Paulo Cesar Benites, o custo maior da erva-mate comercializada em todo o Estado está no transporte. “A maior quantidade da matéria-prima adquirida vem do Paraná. Além disso, os fretes e impostos encarecem o produto”.

Enquanto que no Estado, 11 empresas produzem erva-mate em grande escala, no Rio Grande do Sul são mais de 300 agroindústrias. A área total plantada está em torno de 300 hectares, no entanto, esta realidade pode mudar num curto espaço de tempo.

O Senar/MS, em parceria com a Embrapa Florestas, Agraer, Sebrae, Embrapa Agropecuária Oeste, Embrapa Gado de Corte e Sindimate, organizam, para o evento, três palestras que visam levar mais informação ao produtor rural, principalmente pequenos e médios, para que conheçam o programa Erva-20, da Embrapa Floresta, além de se atualizarem sobre as pesquisas em andamento realizadas  pela Embrapa Agropecuária Oeste e o programa de incentivo desenvolvido pela Agraer que abrange 11 municípios da região sul do estado.

O programa Erva-20 foi criado para levar ao produtor rural o que mais falta hoje na bibliografia sobre erva-mate no Brasil: informação. Segundo o pesquisador da Embrapa Florestas, Ives Goulart, um dos palestrantes, “o programa nada mais é do que uma reunião das práticas mais eficientes para a produção da erva-mate plantada, que visa o fortalecimento das ações de transferência de tecnologia, instalação de unidades para a transferência desta tecnologia, ensinando ao produtor as melhores formas de plantio e colheita, seleção de matrizes, coleta e beneficiamento das sementes com genética superior”.

O pesquisador da Embrapa Florestas e coordenador do programa, Vanderlei Porfírio, acrescenta que “na oportunidade vamos firmar um convênio entre todas as entidades presentes para que possamos transferir esta tecnologia para o estado dentro dos mais eficientes padrões de parceria, incluindo a pesquisa de validação de duas novas cultivares que lançamos recentemente, que com certeza vão trazer novos patamares de produção para Mato Grosso do Sul, as cultivares BRS-408 e a BRS-409, desenvolvidas pelos nossos pesquisadores”.

Ives Goulart finaliza dando um recado aos produtores: “Quando trabalhar com erva-mate, pense como se estivesse trabalhando com outras culturas, que seu erval seja produtivo com práticas mais eficientes, usando critérios racionais de produção. Esta é uma atividade muito adequada para pequenos e médios produtores rurais porque tem um alto valor agregado e um sistema de produção de baixo custo. É importante conhecer o sistema e aprender cada nova prática. Por isso não deixe de comparecer no dia 28 em Ponta Porã, vamos mostrar que produzir 20 toneladas por hectare é possível”.

Para mais informações acesse o site do evento e faça já a sua inscrição gratuita, pois haverá entrega de certificado aos participantes: www.senarms.org.br/projetos/mais-floresta

Logo após o ciclo de palestras o Sebrae organiza um Bate Papo de Negócios para que as empresas e os produtores rurais possam trocar experiências e realizar bons negócios. No período da tarde acontecerá uma visita técnica a uma propriedade produtora de erva-mate que será inserida no programa de transferência de tecnologia da Embrapa Florestas.

 

 


Fonte: Assessoria de Imprensa




Todos os direitos reservados - Famasul 2012 Gestão Ativa - Soluções em Web