Sistema Famasul – Agronegócio MS


18/04/2017 - Mauricio Saito destaca desenvolvimento sustentável do Pantanal em evento na Capital

Seminário Pantanal Imasul (2) site

Todos os atores da sociedade debatem importância do bioma em MS

“O produtor rural, seus familiares e colaboradores, que vivem de maneira harmônica há séculos no Pantanal, são os atores principais dessa discussão, pois, de uma área de, aproximadamente, 251,6 mil km quadrados, 95% da área é de propriedade privada, sobretudo, de propriedades de pecuária”. A afirmação do presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Mauricio Saito, foi feita durante o evento ‘Diálogo pelo Pantanal’, realizado nesta terça-feira (18), citando informações do Comitê Estadual da Reserva da Biosfera do Pantanal de Mato Grosso do Sul.

Mauricio Saito também citou os dados da Iagro – Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal do Mato Grosso do Sul que mostram que o bioma possui mais de 3,6 milhões de cabeças de gado. “O Pantanal é essa expressão em quantidade e qualidade devido ao produtor rural pantaneiro, que sempre teve a pesquisa e a tecnologia sustentável como aliadas”, reforçou.

Pesquisas realizadas pela Embrapa Pantanal e demais entidades em 2010 demonstram que o Bioma Pantanal tem 86,6 % de sua vegetação nativa conservada, e isso se deve ao fato de técnicas de manejo desenvolvidas e adotadas pelos produtores pantaneiros, ancorados em conhecimentos técnicos apresentados pelas instituições de pesquisa.

Saito pontuou, ainda, a importância de toda discussão referente ao Pantanal levar em consideração "os conhecimentos e as necessidades do homem pantaneiro e sua atividade secular, que é o desenvolvimento da pecuária pantaneira."

Para o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, o seminário promove discussão que complementará outros projetos. “Quando a gente fala de Pantanal estamos falando de um Bioma, onde existem vários produtores e não é uma área sem dono”, afirmou o secretário da Semagro.

Durante o evento, o médico veterinário, Nilson de Barros, falou sobre o trabalho do produtor pantaneiro. Barro foi secretário de meio ambiente do MS e chefe geral dá Embrapa Pantanal. O evento contou com a presença de diversos produtores da região.

Participaram do evento, o vice-presidente do Sistema Famasul, Nilton Pickler; o diretor executivo da instituição, Lucas Galvan; a Procuradora do Estado, Senise Freire Chacha, o secretário de Indústria e Comércio, Claudio Beltrão;  o vice-presidente do Sindicato Rural de Miranda, Umberto Massao e o coordenador do Programa Cerrado, do WWF-Brasil, Júlio Cesar Sampaio da Silva.

Também estiveram presentes, o vice presidente nacional da Central Sindical, Edson Vieira; o presidente da Comissão do Meio Ambiente da OAB – Organização da Advogados do Brasil, Arlindo Muniz; representante Sec. De Meio Ambiente de MT, Rodrigo Quintana Fernandes; o Diretor – Presidente do Imasul, Ricardo Eboli Ferreira; representando o Senado Federal, Nogueira de Castilho e o superintendente federal da Agricultura, Celso Martins.

 


Fonte: Assessoria de Imprensa Sistema Famasul - Ana Brito




Todos os direitos reservados - Famasul 2012 Gestão Ativa - Soluções em Web